Se você pretende cursar uma universidade em um país de língua inglesa o TOEFL provavelmente terá um papel importante em seu processo de admissão. Portanto, é fundamental que você entenda como se estudar para o TOEFL. 

Neste post vamos dar a você 8 dicas de como estudar para o TOEFL e se sentir confiante no dia da prova.
Mas primeiro, qual abordagem de preparação para o TOEFL é a correta para você?

Por onde começar a estudar para o TOEFL?

Para começar, faça a si mesmo a seguinte pergunta: que tipo de preparação para o TOEFL você precisa? Alguns candidatos desejam revisar muito o inglês antes de fazer o teste, enquanto outros desejam apenas conhecer o formato do TOEFL. Além disso, se você não tem tempo para estudar provavelmente será melhor descobrir o que esperar do TOEFL ao invés de tentar melhorar suas habilidades gerais de inglês.

Não importa que tipo de candidato você seja essas dicas certamente te ajudarão a obter a pontuação do TOEFL que deseja. 

Estudando para o TOEFL: 4 dicas para melhorar o seu nível de inglês

Para se sair bem no TOEFL você deve possuir um bom nível de inglês (pelo menos intermediário). A pontuação mínima mínima exigida no TOEFL iBT para universidades nos EUA é 85. Isso significa que você provavelmente precisará pontuar cerca de 22 em cada seção do TOEFL (reading, listening, speaking e writing).

Dito isso, a pontuação exata do TOEFL iBT de que você precisa varia de acordo com a escola que você escolher. Por exemplo, muitas instituições Ivy League exigem pontuações entre 90 e 100. Ao mesmo tempo, muitas escolas menores que exigem pontuações na casa dos 70.

Seja qual for o caso você deve garantir que sua habilidade em inglês seja suficiente para conseguir a pontuação do TOEFL que você precisa. Aqui estão quatro dicas fáceis que você pode usar para ajudar a fortalecer seu inglês antes de fazer o TOEFL.

Leia e Escute notícias em Inglês

Uma das melhores maneiras de melhorar sua compreensão em inglês é prestar atenção às notícias. As notícias permitem que você aprimore seu vocabulário, aprenda colocações gramaticais mais avançadas e ouça o inglês falado em um ritmo natural de conversação.

Nós recomendamos veículos de notícias americanos populares como a CBS e o The New York Times. 

Outro recurso sólido é o BBC Learning English. Este site mantém uma série chamada “English at University” ótima para ensinar palavras e frases comuns que os alunos devem saber ao estudar em um país de língua inglesa.

Converse com falantes nativos da língua inglesa

Como há uma parte de speaking no TOEFL você precisará garantir que suas habilidades estejam à altura. A melhor maneira de praticar o inglês é com falantes nativos de inglês. Os falantes nativos de inglês são pessoas cuja primeira língua é o inglês independentemente do país em que cresceram.

Você pode usar desde de programas de video chat que te conecta com pessoas de vários países como também ter aulas especificas de conversação com professores nativos.

Melhore o seu vocabulário

Para se destacar no inglês e no TOEFL você precisará dominar muitas palavras de vocabulário difíceis. Uma grande parte do TOEFL é saber muitas e muitas palavras em inglês especialmente o vocabulário acadêmico. Por isso é importante que você saiba quais palavras você precisará estudar para o TOEFL.

Nós mantemos uma série com mais de 320 palavras que você precisa saber para fazer o TOEFL em nosso instagram (@englishpre.br). Postado diariamente em nossos destaques.

Mas como estudar essas palavras? Um excelente método para melhorar seu vocabulário é usar flashcards. Você pode fazer seus próprios flashcards ou usar aplicativos digitais usando as palavras de nossa lista de vocabulário. Então, conforme você estuda adicione mais palavras aos seus cartões.

Use aplicativos de inglês para praticar

Finalmente, você pode aprender inglês ainda mais rápido por meio de sites e aplicativos de aprendizagem de idiomas. Esses recursos acompanham seu progresso e fornecem palavras-chave e padrões gramaticais para estudar.

Um exemplo popular é o Duolingo, um site de aprendizado de idiomas gratuito que também está disponível como aplicativo. O Duolingo usa uma atmosfera de jogo eficaz para ensinar línguas estrangeiras aos usuários. É muito útil para revisar regras gramaticais, palavras e vocabulário.

4 Dicas para estudar para o TOEFL

Se você já é muito bom em inglês e só precisa saber como se preparar para o dia de teste, aqui estão nossas quatro dicas para ajudá-lo a alcançar a pontuação do TOEFL que você precisa.

Aprenda o formato da prova

Para se sair bem no TOEFL você deve entender a estrutura do teste. Em outras palavras, você deve saber exatamente o que esperar no dia do teste desde que tipos de seções você enfrentará até quantas perguntas você precisará responder em um determinado período de tempo.

Essas respostas você encontra no nosso post: TOEFL: Tudo o que você precisa saber sobre a prova. Incluindo um descritivo sobre a pontuação da prova.

Use material de estudo e questões oficiais da prova

Outra dica é usar questões oficiais do TOEFL. Porque perguntas oficiais? As questões oficiais são o mais próximo que você pode chegar das questões reais do TOEFL em termos de forma, conteúdo e dificuldade. Além disso, muitos recursos do ETS usam perguntas que já caíram em provas passadas. Portanto, em relação à qualidade nada supera as perguntas oficiais do TOEFL!

Existem recursos gratuitos e pagos no próprio site da ETS. Os alunos da EnglishPrep recebem sempre os livros oficiais. Esses guias oficiais do TOEFL oferecem testes práticos completos e centenas de exemplos e perguntas de qualidade.

Analise os seus erros cuidadosamente

Você também deve passar algum tempo analisando os erros que comete. Determinar onde errou pode ajudá-lo a evitar cometer os mesmos erros no teste real.

Se você selecionar uma resposta incorreta para uma pergunta não simplesmente leia a explicação da resposta e siga em frente. Em vez disso, use a escolha de resposta correta para guiar seu pensamento. Por exemplo, nas seções de Reading e Listening releia a passagem ou ouça o clipe de áudio novamente para ajudá-lo a identificar novas evidências que você pode ter perdido antes. Continue fazendo isso até que você finalmente consiga entender por que sua escolha de resposta original estava incorreta e por que a escolha de resposta correta é correta.

Repita este processo para todas as perguntas que você responder incorretamente durante seus estudos do TOEFL. Com o tempo você deverá ser capaz de identificar padrões e descobrir mais rapidamente por que certas opções de resposta estão corretas ou incorretas.

Conheça suas fraquezas

As fraquezas irão diminuir sua pontuação no dia do teste por isso é importante que você encontre e fortaleça suas maiores fraquezas. No final das contas definir seus pontos fracos deve ajudá-lo a se sentir mais confiante no dia do teste e a melhorar suas chances de obter a pontuação do TOEFL desejada.

Para determinar seus pontos fracos pense quais áreas do TOEFL são mais difíceis para você. Se você já fez os testes práticos do TOEFL antes encontre as seções com suas pontuações mais baixas. Por exemplo, você tem dificuldade para reconhecer palavras do vocabulário nas leituras? Você está tendo problemas para entender as palestras e conversas gravadas? Você sempre parece ficar sem tempo durante a seção de Writing?

Depois de identificar seus pontos fracos faça um esforço para dedicar mais tempo de estudo para melhorar essas habilidades. 

Conclusão de como estudar para o TOEFL

Primeiro determine se você precisa melhorar o seu inglês ou conhecer o sobre o teste. Então escolha o método que se adeque melhor a você.

Você também pode precisar tanto melhorar o seu inglês quanto praticar para o teste isso é normal! Nossa dica nesses caso é comece pelo inglês.

Uma vez que você atingir um nível entre intermediário e avançado mergulhe no teste.

A preparação para o TOEFL nem sempre é fácil mas com nossas oito dicas acima você estará no caminho certo para uma ótima pontuação no TOEFL!

Você também pode agendar uma entrevista gratuita para fazer uma avaliação do seu nível. Nosso time de especialistas montará um plano de estudos personalizados a você.